09/04/2018 | Lançamento do livro "Na luta pelos bons lugares: Ciganos, visibilidade social e controvérsias espaciais" de Alexandra Castro

09 avr. 2018

 

Lançamento do livro "Na luta pelos bons lugares: Ciganos, visibilidade social e controvérsias espaciais" de Alexandra Castro

No âmbito das comemorações do Dia Internacional do Cigano, o Observatório das Comunidades Ciganas vai lançar, na próxima segunda-feira, dia 09 de abril de 2018, o livro de Alexandra Castro "Na luta pelos bons lugares: Ciganos, visibilidade social e controvérsias espaciais".

A sessão de lançamento, a ter lugar no Auditório do CNAIM de Lisboa (Rua Álvaro Coutinho, 14), às 16:00h, contará com a presença da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, do Alto-comissário para as Migrações, Pedro Calado e do Presidente da EAPN Europa, Sérgio Aires, conforme Convite em anexo.

Livro disponível em livre acesso em versão PDF, aqui

 

Auditório do CNAIM de Lisboa (Rua Álvaro Coutinho, 14), Lisboa, Portugal

Seminário "Comunidades Ciganas: A importância das relações na intervenção social"

04 juin 2018 - 05 juin 2018

 

 

Seminário "Comunidades Ciganas: A importância das relações na intervenção social"

Promovido pela Juventude da Cruz Vermelha Portuguesa de Braga, no âmbito do projeto Geração Tecla.E6G financiado pelo Programa Escolhas.

Em parceria com os projetos: CigaGiro.E6G, T3tris.e6G, Eurobairro.E6G, Gal@rtis.E6G, PlanoA.E6G, Ei!.E6G

Local: Universidade Católica Portuguesa - Centro Regional de Braga - Campus Camões, 4710-362 Braga

Contactos: geracaotecla.e6g@gmail.com / 916984371 / facebook: Geração Tecla.E6G

Aceda ao cartaz aqui.

 

Campus Camões, Universidade Católica Portuguesa - Centro Regional de Braga, Braga, Portugal

I Jornadas Transfronteiriças

20 sept. 2018

 

 

I Jornadas Transfronteiriças

A EAPN, Rede Europeia Anti-Pobreza, Núcleo Distrital de Portalegre, em parceria com a Câmara Municipal de Campo Maior e o CLDS – Campo Maior Vila Solidária do Europa, irá organizar as I Jornadas Transfronteiriças “Comunidades Ciganas… Perspetivas Futuras”, a ter lugar no dia 20 de Setembro, em Campo Maior.

Este evento tem o intuito de promover, sensibilizar e informar a sociedade em geral para a realidade social das comunidades ciganas, particularmente para as existentes no Alto Alentejo.

Participação de Maria José Casa-Nova na sessão das 10h30 "Comunidades Ciganas: o Presente e o Futuro" (Ver programa completo em anexo).

 

 

 

 

 

 

Centro Cultural Campo Maior, Portugal

IV SLBEI - Seminário Luso-Brasileiro de Educação de Infância | I CLABIE - Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Infância e Educação

17 oct. 2018 - 15 nov. 2018

 

 

IV SLBEI / I CLABIE 

O IV SLBEI - Seminário Luso-Brasileiro de Educação de Infância e I CLABIE - Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Infâncias e Educação terá lugar em Aveiro - Portugal (em novembro 2018) sob o tema "Educação, culturas e cidadania das crianças".

Numa perspetiva de internacionalização da formação e da pesquisa, o evento congrega investigadores/as, educadores/as, professores/as, formadores/as, estudantes e demais interessados/as nas pesquisas, nos debates e nas propostas relacionados com a Educação de Infância.

Participação de Maria José Casa-Nova na mesa redonda “Migrações, Itinerâncias e Inclusão/Exclusão”, dia 16 de novembro, às 16h30. Ver programa completo no programa anexado

Para mais informações ver aqui

 

 

 

 

Aveiro, Portugal

Colóquio Internacional «Mil Anos de Nomadização. Passado, património e problemas dos Ciganos»

24 nov. 2018

 

 

 

Colóquio Internacional "Mil Anos de Nomadização. Passado, património e problemas dos Ciganos"

Vocacionado para os estudos indianos, decidiu o Instituto Correia de Lacerda de Estudos Orientais aproveitar a passagem do milenário da sua deportação da Índia para, em colaboração com o Centro de Estudos de Povos e Culturas de Expressão Portuguesa da Universidade Católica Portuguesa, organizar um pequeno colóquio em que se ventilasse a sua história, se divulgasse o seu património cultural e se chamasse a atenção para os seus problemas.

Participação de Maria José Casa-Nova na sessão das 15h. Ver mais informações no cartaz anexado

Para mais informações ver aqui

 

 

 

 

Universidade Católica Portuguesa, Lisboa, Portugal

Seminário "Nós e os Outros: Alteridades,Políticas Públicas e Direito"

05 avr. 2019

 

Seminário Nós e os Outros - Alteridade, Políticas Públicas e Direito 

A Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP) e o seu Centro de Investigação Jurídico Económica (CIJE) organizam o Seminário "Nós e os Outros - Alteridade, Políticas Públicas e Direito".

O evento científico irá decorrer no dia 5 de abril de 2019 nas instalações da FDUP e contará com a presença de ilustres oradores convidados que irão abordar temáticas atuais, alicerçadas nas seguintes problemáticas:

- Alteridade: quem são os outros?

- Políticas Públicas: como incluir os outros?

- Direitos: Como Proteger os outros?.

Participação da Coordenadora Maria José Casa-Nova na sessão das 16h: “Direito(s): como proteger os Outros?”

Este Seminário insere-se no Projeto CIJE/ FDUP Vulnerabilidade e Diversidade: Direitos Fundamentais no Contexto - Eixo: Minorias, Migrantes e Refugiados.

Entrada Livre

Inscrição obrigatória aqui.

Ver Programa completo aqui.

Anfiteatro 1.28, Faculdade de Direito da Universidade do Porto, Porto, Portugal

Preparação para cursos de pós-graduação

08 avr. 2019

 

 

Programa de preparação de jovens ciganos/as para cursos de pós-graduação

Estão abertas as inscrições para curso de preparação para inscrição em Mestrado da Central European University (Universidade Central Europeia), em Budapeste, Hungria. Este curso destina-se a jovens ciganos/as que pretendam realizar mestrado no estrangeiro, constituindo-se numa oportunidade única de aprendizagem num ambiente internacional. O OBCIG apela vivamente aos/às jovens portugueses/as ciganos/as para que concorram ao mesmo.

Prazo de inscrição: dia 30 de abril de 2019. Para mais informações sobre os requisitos de admissão ver o website da Central European University - Romani Studies.

 

Budapeste, Hungria

Prémio ObCig Empresas Integradoras – 2019

08 avr. 2019

 

 

Prémio ObCig Empresas Integradoras – 2019

No passado dia 8 de abril de 2019, no âmbito das comemorações do Dia Internacional das Pessoas Ciganas, o Observatório das Comunidades Ciganas (ObCig) atribuiu o “Prémio OBCIG Empresas integradoras” à dst group, representada pelo director dos recursos humanos, Dr. Alfredo Cardoso, por esta empresa desempenhar um importante papel na integração laboral de pessoas ciganas. Através da institucionalização deste prémio, o ObCig pretende inspirar outras entidades empregadoras no desenvolvimento e implementação de políticas e práticas empresariais integradoras das pessoas ciganas, sendo a empresa agora premiada um exemplo de integração, empregando presentemente 7 pessoas ciganas.

 

Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal

Presente para o Futuro: Combate ao insucesso escolar das crianças ciganas

02 mai 2019

Presente para o Futuro: Combate ao insucesso escolar das crianças ciganas

Realizar-se-á no próximo dia 2 de maio de 2019 a sessão de lançamento do projeto CooLabora CRL “Presente para o Futuro: Combate ao insucesso escolar das crianças ciganas”. A sessão terá início às 17h15 na Escola EB2/3 de Tortosendo na Covilhã e contará com a intervenção de Maria José Casa-Nova, Coordenadora do Observatório das Comunidades Ciganas, sobre o tema “Conhecimento académico, (des)igualdades e diferenças na escola pública: reflexões de uma realidade (des)conhecida”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Escola EB2/3 de Tortosendo, Covilhã, Portugal

Seminário "Educação para todos"

28 mai 2018

 

Seminário "Educação para todos"

O CNE pretende dar visibilidade aos elos mais frágeis do sistema, na tentativa de identificar os eventuais problemas com que se deparam e as respostas que ao nível da escola, em articulação com outras instituições, poderão contribuir para moderar as desigualdades e melhorar a equidade do sistema.

Ver o programa completo aqui.

Participação de Maria José Casa-Nova às 14h30 na sessão: "Os discriminados: Crianças de etnia cigana".  

 

 

Auditório Conselho Nacional de Educação, Lisboa, Portugal

Conferência Final: Relatório sobre Racismo Xenofobia e Discriminação Étnico-racial em Portugal

07 juil. 2019 - 09 juil. 2019

 

Conferência Final: Relatório sobre Racismo Xenofobia e Discriminação Étnico-racial em Portugal

Esta conferência terá lugar dia 9 de julho às 09h30 no Auditório António de Almeida Santos, na  Assembleia da República, em Lisboa.

Consulte o programa e faça a sua inscrição até dia 8 de Julho.

 

 

 

 

 

Assembleia da República, Lisboa, Portugal

Conferência Nacional RISE (Roma Inclusive School Experiences)

19 nov. 2019

 

Conferência Nacional RISE (Roma Inclusive School Experiences)

A Conferência Nacional RISE (Roma Inclusive School Experiences) pretende dar conta dos resultados alcançados com este projeto, na linha do desenvolvimento de algumas políticas educativas recentes e da implementação da Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas.

A apresentação e o programa da conferência poderão ser consultados em:

https://www.ie.uminho.pt/pt/_layouts/15/UMinho.PortaisUOEI.UI/Pages/EventsDetail.aspx?id=55296#.

A entrada é gratuita, mas sujeita a inscrição para o email conf2019rise@gmail.com, até às 13h do dia 18. 

 

 

 

 

 

Universidade do Minho, Braga, Portugal

Ciclo de Conferências “Comunidades Ciganas: Inclusão e Sucesso Educativo”

10 déc. 2019

 

Ciclo de Conferências "Comunidades Ciganas: Inclusão e Sucesso Educativo" 

A Direção-Geral da Educação e o ACM irão promover, no próximo dia 10 de dezembro, entre as 10 e as 17 horas, no Agrupamento de Escolas Ordem de Sant’iago, em Setúbal, o Ciclo de Conferências “Comunidades Ciganas: Inclusão e Sucesso Educativo”. A iniciativa, que irá contar com a presença da Secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, e da Secretária de Estado da Educação, Susana Amador, permitirá o debate de temas associados à educação e à integração das comunidades ciganas. O Alto-comissário para as Migrações, Pedro Calado, irá intervir na sessão de encerramento.

Consulte o Convite e o Programa; e inscreva-se, até dia 8 de dezembro, em https://bit.ly/37YH256.

 

 

 

 

 

 

Agrupamento de Escolas Ordem de Sant'Iago, Setúbal, Portugal

Seminário Internacional “Olhares Plurais sobre Integração”

19 déc. 2019

 

Seminário Internacional “Olhares Plurais sobre Integração

“Olhares Plurais sobre Integração” é o título do próximo Seminário Internacional que será promovido no âmbito das atividades do Observatório das Comunidades Ciganas (ObCig), unidade informal que funciona junto do ACM. A Secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, participará na iniciativa que incluirá a apresentação de três publicações da “Coleção Olhares” e que decorrerá no dia 19 de dezembro, entre as 9h30 e as 16h30, no auditório do Caleidoscópio, no Campo Grande, em Lisboa.

A entrada é livre, mas sujeita a inscrição para obcig@acm.gov.pt, até às 19 horas, de dia 18 de dezembro; e à lotação da sala.

Aceda ao Convite e ao Programa. Obtenha mais informação através do e-mail: obcig@acm.gov.pt.

 

 

 

 

 

Caleidoscópio - Auditório | ULisboa - Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal

Seminário Internacional "Empoderando a População Cigana através da Produção de Conhecimento: o papel dos investigadores, académicos e sociedade civil"

06 déc. 2018 - 07 déc. 2018

Seminário Internacional "Empoderando a População Cigana através da Produção de Conhecimento: o papel dos investigadores, académicos e sociedade civil"

Temos a honra de convidar V. Exa. à participação no Seminário Internacional "Empoderando a população cigana através da produção de conhecimento: o papel dos investigadores, académicos e sociedade civil", nos dias 6 e 7 de Dezembro de 2018, na Universidade do Minho, cujo programa se apresenta.

Entrada livre. Inscrições aceites por ordem de chegada e em função do número de lugares disponíveis. Inscrições para o email: obcig@acm.gov.pt.

 

 

 

 

 

 

 

Auditório Multimédia, Instituto de Educação da Universidade do Minho, Braga, Portugal

Direitos Humanos em destaque na Newsletter de dezembro 2019


4.ª edição OPRE - Candidaturas abertas até 31 de janeiro

Imagem em Destaque
4.ª edição OPRE - Candidaturas abertas até 31 de janeiro

Abriu em dia 24 de janeiro o período de candidaturas à 4.ª Edição do OPRE - Programa Operacional de Promoção da Educação, prolongando-se esta fase até 31 de janeiro de 2020.

Promovida pelo ACM, em parceria com a Associação Letras Nómadas, esta iniciativa dirige-se a estudantes das comunidades ciganas que se encontram a frequentar o ensino superior, tendo o objetivo central de mitigar as barreiras existentes entre estas comunidades e o sistema de ensino formal, bem como evitar o abandono precoce neste ciclo de estudos.

Podem aceder a este programa jovens provenientes de comunidades ciganas e residentes no território nacional, que estejam matriculados/as num estabelecimento de ensino superior, devidamente homologado, enquanto alunos/as do ciclo de licenciatura, mestrado, cursos técnicos superiores profissionais ou inscritos num mínimo de três (3) Unidades Curriculares Isoladas e que tenham obtido aproveitamento em, pelo menos, metade das disciplinas/unidades curriculares do ano curricular antecedente.   

Documentação: 

Regulamento 

Formulário de candidatura

Declaração de RGPD   

O Formulário, devidamente preenchido e digitalizado, deverá ser remetido por correio eletrónico para bolsas.pe@acm.gov.pt, acompanhado dos restantes documentos previstos no número 6 do artigo 5.º do Regulamento. Qualquer candidatura que não seja enviada por esta via e que não seja acompanhada de todos os documentos que a instruem poderá ser excluída do processo de análise.

Esclarecimento de dúvidas: bolsas.pe@acm.gov.pt ou associacaoletrasnomadascigana@gmail.com.

 

 

 


ACM debate Multiculturalidade - "Diferentes Olhares sobre a Inclusão do Povo Cigano" em Conferência

Imagem em Destaque
ACM debate Multiculturalidade - "Diferentes Olhares sobre a Inclusão do Povo Cigano" em Conferência
O Gabinete de Apoio às Comunidades Ciganas (GACI), do ACM, vai marcar presença  no Fórum “Multiculturalidade: Caminhos para a Inclusão”, a realizar dia 20 de janeiro, das 9 às 16h30, no Pequeno Auditório da Casa das Artes, em Vila Nova de Famalicão. 
Organizada pelo Agrupamento de Escolas D. Sancho I, a iniciativa inclui várias conferências subordinadas à temática da inclusão e vai contar com a participação do Coordenador do GACI, Carlos Nobre, na conferência  "Diferentes Olhares sobre a Inclusão do Povo Cigano".
Conheça o programa aqui

ACM lança a 2.ª edição do Fundo de Apoio à ENICC – FAPE 2016

Imagem em Destaque
ACM lança a 2.ª edição do Fundo de Apoio à ENICC – FAPE 2016

O Alto Comissariado para as Migrações I.P. (ACM I.P.) lançou, no dia 1 de fevereiro de 2016, a 2.ª edição FAPE - Fundo de Apoio à Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas (ENICC) para o ano de 2016, com a publicação do seu Regulamento e, respetivos anexos.

Naquele que foi o seu ano experimental, o balanço do FAPE 2015 é francamente positivo e encorajador. A aposta na mobilização das organizações da sociedade civil e comunidades ciganas nas várias fases dos projetos, bem como a oportunidade que os projetos constituíram de captação de recursos e parceiros adicionais, revelou-se um fator determinante de sucesso dos projetos FAPE.

Conscientes da importância de continuar a apostar na mobilização e envolvimento ativo da sociedade civil, bem como das comunidades ciganas, na implementação local e nacional da Estratégia Nacional, o presente Regulamento define o regime de acesso a apoios financeiros concedidos pelo Alto Comissariado para as Migrações I.P (ACM I.P.), no âmbito do Fundo de Apoio à ENICC (FAPE), para o ano de 2016, através do qual serão apoiados projetos de duração não superior a 9 (nove) meses e que concorram diretamente para a execução das metas definidas nas prioridades estabelecidas pela Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas (ENICC), Resolução do Conselho de Ministros n.º 25/2013, de 27 de março.

Os projetos no âmbito do FAPE visam a promoção do combate à discriminação e sensibilização da opinião pública, a formação sobre cidadania e participação comunitária ativa das comunidades ciganas e a história e cultura ciganas, devendo enquadrar-se nas seguintes tipologias de intervenção e ter a duração máxima de 9 (nove) meses, devendo o seu período de execução compreender o período decorrido entre 1 de abril de 2016 e 31 de dezembro de 2016, não sendo possível transitar para o ano civil seguinte:

a) Ações de formação/sensibilização com vista ao combate da discriminação das comunidades ciganas e à promoção do diálogo intercultural entre estas e a sociedade maioritária;

b) Ações centradas na promoção da igualdade de género e/ou conciliação da vida profissional, pessoal e familiar;

c) Ações de formação para formadores ciganos na área da história e cultura ciganas, associativismo e participação comunitária;

d) Ações/iniciativas de promoção de atividades económicas e empreendedoras.

Para além disso, devem abranger as comunidades ciganas e ser implementados em território nacional e serem apresentados em parceria, constituída pelas seguintes entidades:

a) Uma entidade gestora;

b) Uma ou mais entidades parceiras financeiras ou não financeiras;

c) Um grupo representativo das comunidades ciganas locais (formal ou informal).

Refira-se ainda que a dotação financeira disponível do programa, para o corrente ano, duplicou em relação à de 2015, passando a 100.000,00€ (cem mil euros). O ACM I.P. financiará, por projeto, o máximo de 5.000,00€ (cinco mil euros), a uma taxa de cofinanciamento de, no máximo, 95% do custo total elegível para cada projeto.

O período de apresentação de candidaturas ao FAPE 2016 inicia-se hoje, 1 de fevereiro, e decorre até ao dia 29 de fevereiro, em formulário digital próprio.

As entidades interessadas poderão, durante o período de apresentação das candidaturas, em caso de dúvidas e/ou esclarecimentos adicionais, colocá-las através do e-mail candidaturasfape@acm.gov.pt.

Mais se informa, que estão previstas duas Sessões de Esclarecimento, em Lisboa e no Porto.

  • 4 de fevereiro: Lisboa, das 14h00 às 16h00, no Auditório do Centro Nacional de Apoio ao Imigrante (CNAI), sito na Rua Álvaro Coutinho, n.º 14, 1150-025 Lisboa.

  • 5 de fevereiro: Porto, das 14h00 às 16h00, na Fundação da Juventude, sito na Rua das Flores, n.º 69 R/C, 4250-265 Porto.

Para os interessados(as) em participar, devem fazer a sua Inscrição, através do e-mail candidaturasfape@acm.gov.pt, até ao dia 03 de fevereiro.

 

Documentos:

Regulamento Fundo de Apoio à ENICC – FAPE 2016

Anexo I – Estrutura de Custos

Anexo II – Grelha de Análise

Sessão de esclarecimentos FAPE 2016


ACM apoia frequência universitária de jovens de etnia cigana

Imagem em Destaque
ACM apoia frequência universitária de jovens de etnia cigana
Na qualidade de entidade gestora do Programa Escolhas, o Alto Comissariado para as Migrações (ACM) assinou, no dia 13 de fevereiro, um protocolo de cooperação com Associação Letras Nómadas, que prevê a atribuição de oito Bolsas de Estudo Universitárias a jovens da comunidade cigana que, estando a frequentar o ensino superior, se encontram em risco de abandono deste ciclo de ensino devido a dificuldades financeiras.
Esta iniciativa surge na sequência de um pedido da Associação Letras Nómadas e do projeto Opré Chavalé, promovido por Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres e cofinanciado pelo Programa Cidadania Ativa EEAGrants, gerido pela Fundação Gulbenkian.
A sessão contou, entre outros, com a presença da Diretora do Programa Escolhas, Luísa Malhó, do representante do Programa de Desenvolvimento Humano da Fundação Calouste Gulbenkian, Hugo Seabra, da Presidente da Associação Letras Nómadas, Olga Mariano e ainda de oito jovens bolseiros que receberam o seu diploma e puderam deixar um testemunho pessoal sobre os seus percursos académicos.
Cátia, vinda de São Brás de Alportel, estudante do curso de Educação Social, referiu as várias dificuldades que teve para progredir nos estudos e sublinhou “a importância de, como mulher pertencente à etnia cigana, ter conseguido chegar até ao ensino superior” o que representa para si “um grande orgulho” e um passo que espera a leve a poder dar um “contributo ao país”.
José Fernandes, que está a estudar eletrónica na Escola Náutica Infante D. Henrique, agradeceu estar “a crescer como pessoa” e a ser ajudado a estudar o que, afirma, “é muito difícil para um cigano”.
Teresa, a frequentar o curso de Direito, confessou que não queria ir para a faculdade, mas foi ajudada a acreditar que seria capaz e diz que “está a correr bem e que afinal não é tão difícil como receava”.
Tânia, estudante de animação socioeducativa em Coimbra, confessa que “está a viver um sonho tornado realidade” e conta que “só quem é do meio cigano é que sabe os obstáculos” que teve de passar. Agradeceu as bolsas, reconhecendo que “este é um percurso que não é fácil”, mas afirmou também que “espera poder inspirar outros jovens, nomeadamente outras raparigas”, a seguirem os seus passos.
Em nome do Escolhas, Luísa Malhó reafirmou a disponibilidade do Programa para continuar a colaborar e apoiar este tipo de iniciativas, lembrando o início iminente da 6ª geração, na qual diversos projetos estarão no terreno a trabalhar com diversas comunidades ciganas.
Para Olga Mariano, este é um dia memorável para a Associação Letras Nómadas, que começa agora a ver os frutos de “um caminho que não tem sido fácil” mas que acredita que irá continuar a prazo, junto de cada vez mais jovens rapazes e raparigas.
Hugo Seabra, em representação do Programa de Desenvolvimento Humano da Gulbenkian afirmou que a Fundação quer continuar a apoiar o acesso dos jovens ciganos ao ensino superior e congratulou-se com a presença de tantas estudantes raparigas, uma novidade que considerou muito positiva.
 
------------------------------------------------------------------------------------------
"Um acontecimento Histórico com uma enorme carga simbólica ocorreu no passado sábado, dia 13 de fevereiro de 2016. 
A assinatura de um protocolo de cooperação entre o Alto-comissário para as Migrações, a Fundação Gulbenkian, a Associação Letras Nómadas e o projeto Opré Chavalé prevê a atribuição de Bolsas Universitárias a jovens ciganos/as. Este acontecimento histórico tem uma grandíssima carga simbólica. Pela primeira vez, no Portugal democrático, é atribuída uma Bolsa de Estudos Universitários a pessoas ciganas.
Associada a esta importante iniciativa fica, entre outros, a Fundação Gulbenkian – que noutros tempos já foi designada como sendo o “Ministério da Cultura” em Portugal -, que mais uma vez se agiganta ao apoiar mulheres ciganas e homens ciganos que ambicionam ter acesso e sucesso académico ao nível do ensino superior.
Um outro nome fica, indelevelmente, associado a este importante acontecimento, Pedro Calado, atual Alto-comissário para as Migrações. Ao cooperar nesta iniciativa, Pedro Calado, projeta não exclusivamente o seu nome para um acontecimento histórico de imensa relevância, mas igualmente o nome do Alto Comissariado para as Migrações e o do Governo de Portugal.
Desejo, sinceramente, que esta iniciativa seja como um pingo de tinta quando cai num mata-borrão: se espalhe.
Felicidades a todos/as os/as envolvidos/as"
O Coordenador do ObCig,

Carlos Jorge

 
 

Actionné près Liferay